casa da garrida

Já que não podemos extrair beleza da vida, busquemos ao menos extrair beleza de não poder extrair beleza da vida. Façamos da nossa falência uma vitória, uma coisa positiva e erguida, com colunas, majestade e aquiescência espiritual.

NOTÍCIAS E EVENTOS

O Solar do Desassossego  de portas abertas

Este é um projecto da Pró-Reitoria DIRI  na Unidade de Ponte de Lima da UFP 

Seminário  de abertura

8 de Maio 15h00

 

A educação e a cidadania crítica no contexto adverso da crise da evidência e do politicamente correcto

Curso Breve

 

 

Literacia em Saúde

Se a vida [não] nos deu mais do que uma cela de reclusão, façamos por ornamentá-la, ainda que mais não seja, com as sombras de nossos sonhos, desenhos e cores mistas esculpindo o nosso esquecimento sob a parada exterioridade dos muros.

DESTAQUES
PAINEL ESS.jpg
Diploma Universitário em Língua e Cultura Portuguesa 
IMG_2617.jpeg
Cursos de Primavera
kelly-sikkema-401675-unsplash.jpg
Curso de Verão 
 
Escrita Constrangida: Combinatória e Generatividade

Como todo o sonhador, senti sempre que o meu mister era criar. Como nunca soube fazer um esforço ou activar uma intenção, criar coincidiu-me sempre com sonhar, querer ou desejar, e fazer gestos com sonhar os gestos que desejaria poder fazer.

Estética do Desalento, Livro do Desassossego por Bernardo Soares. Vol.I. Fernando Pessoa. (Recolha e transcrição dos textos de Maria Aliete Galhoz e Teresa Sobral Cunha. Prefácio e Organização de Jacinto do Prado Coelho.) Lisboa: Ática, 1982. - 519